Quanto tempo vai durar o meu Botox?

“Quanto tempo vou ter de esperar para ver os resultados do Botox e quanto tempo vai durar?”

Esta é uma das questões mais comuns e até mais polémicas sobre os tratamentos estéticos faciais com Botox. Não existe uma resposta universal para todos os casos até porque existe uma variabilidade muito grande entre cada caso e que dependem das características individuais de cada paciente como a tonicidade (força) da musculatura e o tipo de mímica facial. Também a técnica de aplicação, a dosagem aplicada e até amarca da toxina interferem com a duração dos efeitos.




Com isto em atenção, os timings que descrevo representam a média para para a maioria dos casos.

Os primeiros efeitos do tratamento começam a ser percebidos a partir do segundo ou terceiro dia pós tratamento. De dia para dia a musculatura facial tratada vai continuar a relaxar até por volta do décimo dia.

Para podermos observar resultados finais máximos devemos aguardar quinze dias. É geralmente por volta desta data que na minha clínica faço a consulta de acompanhamento para avaliar os resultados do tratamento.


Nesta altura o resultado atingiu o pico máximo.

O resultado máximo é visível entre a partir dos 15 dias pós tratamento e mantém se mais ou menos estável entre 2 a 3 meses, período a partir do qual começa lentamente a desaparecer e os músculos vão recuperar a pouco e pouo a sua força.

Usualmente os resultados demoram depois 1 a 2 meses a reverter pelo que podemos assim estimar que a duração total dos efeitos do tratamento está ususalmente entre os 4 a 5 meses.

Alguns pacientes podem notar que os benefícios do tratamento por chegarbaos 6 meses.

Alguns pacientes acham que cerca de 2 meses após o tratamento o Botox está já a desaparecer e que durou muito pouco. Mas na maioria dos casos é apenas aquele momento em que os resultados começam a reverter lentamente e que já não estão no ponto máximo.

Quando é aconselhável repetir o tratamento?


Os resultados deste procedimento são excelentes e à medida que as aplicações vão sendo repetidas, os mesmos podem tornar-se mais duradouros por desprogramação da mímica facial e até por redução da força muscular.


Com base na minha experiência, recomendo a repetição do tratamento entre os 4-6 meses. Os pacientes que não gostam de ver tantas mudanças entre tratamentos e até por exigências socio profissionais repetem o tratamento a cada 4 meses. A maioria dos meus pacientes no entanto repete o tratamento a cada 6 meses.

Em todo o caso não convém repetir o tratamento com intervalos inferiores a 3 meses para evitar imunização contra a toxina botulínica e que pode resultar na ineficácia do tratamento.


Por desinformação, o Botox ganhou a “má fama” de ser o principal causador da perda de expressões faciais, dando aos seus utilizadores um ar, mais do que artificial, “congelado”. Esta é uma informação errada que carece de esclarecimento. Muitas vezes o problema reside na técnica de aplicação que foi escolhida para determinado paciente. O planeamento individualizado da aplicação do Botox, mediante as características do paciente e dos seus objetivos permite obter resultados fantásticos e muito satisfatórios.

O Botox é sem dúvida uma das armas mais efucazes no nosso armamentário nos cuidados estéticos da face.


Outra questão muito pertinente a abordar é o que está ao nosso alcance fazer para o Botox durar mais tempo.

Mas esta temática fica para explanação num próximo artigo aqui no blog. Fiquem atentos!
Até breve!

Partilhar