Primeiro caso de Ébola confirmado nos EUA – paciente zero!

Um dos cenário mais temidos já se confirmou: O Center for Disease Control (CDC) americano acabou de confirmar o primeiro caso de Ébola diagnosticado em solo Americano.

Por enquanto a identidade do paciente continua anónima. Ele está em Dallas – Texas internado em isolamento. Sabe-se que o paciente viajou recentemente  com passagem pela Libéria.

O que se sabe sobre este paciente:

  • Entre 20 e 21 de Setembro entrou nos EUA.
  • A 24 de setembro começou a apresentar sintomas.
  • A 26 de setembro procurou tratamento médico.
  • A 28 de setembro foi admitido no Hospital de Dallas para isolamento, quarentena e início de tratamento.

Este paciente é agora o “paciente zero”, ou seja, o primeiro paciente infetado numa situação de doença infeciosa.

O CDC também já anunciou que está a estabelecer contacto com todos as pessoas que estiveram em contacto com este doente.

À luz destes acontecimentos deixo aqui as questões que me preocupam e que não vejo discutidas nem resolvidas: 

  • O encerramento de fronteiras e restrição à circulação de pessoas em certas regiões tem sido adequado?
  • Será que o apoio internacional tem sido o suficiente? Bastará enviar dinheiro para as zonas afetadas? Nem sempre o dinheiro se converte nos recursos adequados!
  • E para mim, uma das questões mais polémicas: a questão transmissibilidade por aerossóis! Esta via de transmissão tem sido negada pela generalidade das agências de sáude. Porém, também existem documentos que atestam em laboratório, a transmissão por esta via, entre primatas!

Imagem: KENEMA, SIERRA LEONE – AUGUST 24: A group of young volunteers wears special uniform and wash their hands with chlorinated water ahead of sterilizing the bodies of people, died due to the Ebola virus, in Kenema, Sierra Leone on August 24, 2014. (Photo by Mohammed Elshamy/Anadolu Agency/Getty Images).

É tempo de reflectir e agir!

Fontes:

http://www.cnbc.com/id/102037055#

http://www.phac-aspc.gc.ca/index-eng.php

Partilhar