Skip to main content

Já ouviu falar sobre um preenchimento chamado PMMA? Se já lhe propuseram este tratamento espero que, sabendo do que se trata, tenha respondido “não obrigada”! Se, por outro lado, já injetou PMMA na sua face ou no seu corpo, não significa que vá obrigatoriamente ter complicações associadas ao mesmo.

Mas, seja qual for a sua circunstância, ficam aqui algumas informações essenciais sobre este produto!

Quando desejamos melhorar a aparência da nossa pele do rosto ou até mesmo atrasar o aparecimento das rugas ou uniformizar contornos faciais, uma das soluções disponíveis é o uso de preenchedores que, como o próprio nome indica, vão preencher a face, restabelecendo volumes.

Mas, os preenchedores não são iguais. Existem diversos tipo de materiais disponíveis para preenchimento facial e corporal. Um dos aspetos a considerar sobre os preenchedores tem a ver com a sua longevidade.

Quanto à longevidade, os materiais de preenchimento são classificados em: temporários, semipermanentes e permanentes.

O PMMA encaixa-se precisamente nesta última categoria, a dos permanentes. É verdade, os preenchedores de PMMA não são mais do que um gel contendo microesferas de plástico. Por outras palavras, quando é usado um preenchedor de PMMA é injetado um plástico!

Microesferas de PMMA

Assim, e ao contrário de substâncias como por exemplo o ácido hialurónico ou o ácido poliláctico, o PMMA não é reabsorvido pelo organismo.

Na Europa, este produto deixou de estar entre os produtos aprovados para preenchimento. Mas continua a estar disponível em países como os EUA e o Brasil, onde continua a gozar de popularidade entre vários profissionais de saúde que o administram. Importa dizer que nestes países não é uma prática ilegal, mas é cada vez menos recomendada por diversas associações e entidades ligadas à área da estética médica.

Infelizmente, verificamos que em Portugal e na Europa em geral, está a observar-se um número crescente de pacientes com este produto. Em alguns casos falamos de população imigrante que realizou o procedimento no estrangeiro. Mas, noutros, parece que foi por importação deste produto para a Europa por parte de alguns profissionais. Infelizmente, também está a aumentar o número de complicações associadas ao preenchimento com PMMA que chegam até nós.

Porque é que eu não recomendo que se recorra a preenchimento com PMMA

Ficam aqui 5 razões pelas quais recomendo que não faça preenchimento com PMMA:

  • Só a ideia em si de que existem materiais de preenchimento permanentes, é um problema! Muita coisa pode correr mal e depois de realizado o procedimento, se o resultado não for o pretendido, há muito pouco a fazer.
  • Do ponto de vista químico, o PMMA é um acrílico, ou seja, plástico.
  • A nossa face muda ao longo dos anos. O preenchimento que está bem ajustado hoje, não vai estar adequado à mesma face dentro de alguns anos porque, inevitavelmente, ocorrem mudanças. Ou seja, o risco estético é significativo.
  • Recordar que um preenchimento não é como um implante sólido, que é relativamente imóvel e com margens definidas. Um preenchimento líquido não tem margens limitadas, pode separar-se em partes e migrar de acordo com a pressão e os movimentos dos tecidos na face. Logo, como em todos os preenchedores, há o risco de se deslocar para locais esteticamente não adequados.
  • Por último, as complicações associadas ao PMMA, como por exemplo as inflamações tardias são reais. E o tratamento é muito complexo. Mesmo o tratamento cirúrgico não garante uma resolução, nem remoção completa, com todas as consequências de uma cirurgia desta natureza.

Muitas vezes há este pensamento “se é para sempre, compensa”, mas não! Existem inúmeras soluções disponíveis no mercado que, apesar de exigirem “manutenção”, são opções mais seguras e adequadas às diferentes fases do nosso envelhecimento, apresentando igualmente excelentes resultados, com a vantagem de uma maior probabilidade de reversão, se necessário!

A nossa face muda ao longo da vida. A mudança é inevitável e um privilégio. Escolher promessas de “eternidade” vão contra a lógica de uma vida e de um envelhecimento saudável!

Até breve!

Escreva um comentário

A sua subscrição foi efetuada com sucesso!

Pin It on Pinterest

Partilhar