Branqueamento dentário, por um sorriso branco e luminoso

O branqueamento dentário é um procedimento médico que torna os seus dentes mais brancos sem os danificar.

Se uma imagem pode valer mais do que 1000 palavras, também um sorriso branco e luminoso pode ser aquele fator X que faz toda a diferença num primeiro contacto, seja na esfera profissional, pessoal e/ou social.

Contra indicações

À partida qualquer pessoa pode submeter-se a um branqueamento dentário desde que não apresente doenças que o contra indiquem, como por exemplo lesões de cáries não tratadas.

As exceções vão para aqueles pacientes que têm restaurações muito extensas, pois os materiais restauradores não branqueiam (o agente branqueador apenas atua no dente natural), apresentando no final diferenças de tonalidade dente-restauração. Quando ainda assim se realiza o branqueamento dentário, a solução passará pela posterior substituição das restaurações antigas.

Por precaução, grávidas, mães a amamentar e crianças devem de evitar este tratamento.

Trata-se de um procedimento complexo?

Não! O procedimento consiste na aplicação de um agente branqueados (gel) que, ao entrar em contacto direto com a superfície do dente, penetra no esmalte e na dentina. Com a libertação de moléculas e oxidação dos pigmentos dá-se a descoloração, ou seja, o branqueamento.

Existem dois tipos de branqueamento: em casa (at home) ou na clínica (in office).

Em casa: o médico dentista faz um molde da boca do paciente e manda executar uma goteira em acrílico transparente com o formato exato dos dentes. A goteira servirá para inserir o gel branqueador, colocando-a de seguida na boca.

Cada pessoa poderá ajustar a execução deste procedimento à sua rotina diária, mas normalmente eu aconselho os meus pacientes a fazê-lo durante a noite.

A duração deste tratamento varia entre as 2 a 3 semanas.

Na clínica: o procedimento também é bastante simples. Depois de proteger devidamente os lábios, gengivas e mucosas, aplica-se o gel diretamente na superfície dos dentes. Este gel é ativado por luz (emitida por aparelhos) que vai aclarar os dentes. Se o paciente assim o desejar, todo o processo é realizado numa única sessão e com efeito imediato.

Cuidados a ter durante o branqueamento dentário

Uma das recomendações principais é evitar o consumo de certos alimentos durante os dias de tratamento. Estou a falar de chá, café e vinho tinto, bem como de frutas e legumes que têm na sua composição natural corantes, como por exemplo: morangos, amoras, cenouras, beterraba, etc.

Findo o tratamento, pode voltar a incluir estes alimentos na dieta diária.

Em algumas pessoas o branqueamento dentário pode causar alguma sensibilidade passageira. Para controlar este efeito transitório recomendo o uso de pastas dentífricas indicadas para sensibilidade dentária. Para casos de sensibilidade mais severa temos outras medidas complementares que são esclarecidas durante a consulta e que permitem aos meus pacientes realizar o seu tratamento com elevado conforto.

Qual a duração de um branqueamento dentário?

Depende! As estatísticas dizem que um branqueamento pode durar entre um a quatro anos. O que vai influenciar a maior ou menor duração do mesmo são os hábitos alimentares e sociais da pessoa, ou seja, evitar o café, chá, vinho tinto, furtas e legumes com corantes e até mesmo fumar, faz com que o branqueamento dentário dure bastantes anos.

Porque é que os dentes escurecem?

Existem inúmeras razões para as pessoas exibirem dentes mais escurecidos ou amarelos. Já falei dos hábitos alimentares e estilos de vida (por exemplo, o tabaco), mas existem também alguns fatores natos (há pessoas que nascem com dentes com uma tonalidade mais amarelada), o próprio processo de envelhecimento contribui para o escurecimento dos dentes e também alguns fatores pontuais, como por exemplo, o uso de determinada medicação ou até mesmo a própria desvitalização de um dente.

Conclusão

É consensual que um sorriso mais claro rejuvenesce um rosto!

Um sorriso bonito é um cartão de visita, é o nosso primeiro contacto, antecedendo até muitas vezes um primeiro contacto verbal.

E depois existem algumas ocasiões especiais que nos leva a querer valorizar e prestar mais atenção ao nosso sorriso, pois ele será o centro das atenções: celebrações da vida (graduações, casamentos, festas de aniversário…), o brio em cuidar da nossa imagem a nível profissional ou até mesmo (e porque não!) a chegada do verão: pele saudavelmente bronzeada com um bonito sorriso branco 🙂

Até breve!

Partilhar